A Tomografia de Coerência Óptica, mais vulgarmente conhecida por OCT, é um exame de diagnóstico com a capacidade de avaliar tanto o segmento anterior do olho, como o segmento posterior.

A Tomografia de Coerência Óptica, mais vulgarmente conhecida por OCT, é um exame de diagnóstico com a capacidade de avaliar tanto o segmento anterior do olho (córnea, câmara anterior, cristalino e íris), como o segmento posterior (Interface vítreo retiniana retina e nervo óptico).

Independentemente da estrutura ocular que está a ser avaliada, o OCT permite ajudar o diagnóstico e o seguimento da evolução das várias patologias.

O OCT é um exame não invasivo e de rápida execução, cerca de quinze minutos. Na maior parte das vezes não é necessário qualquer tipo de preparação para a sua realização, no entanto para uma melhor realização do OCT, é pedido ao paciente que retire as lentes de contato, caso utilize, e por vezes poderá ser necessário colocar colírios para dilatar a pupila, de forma a permitir uma melhor visualização do fundo ocular. Durante o exame não existe contato com o olho do paciente.

O OCT de segmento anterior é importante para situações onde possam existir alterações ao nível das estruturas centrais e periféricas do segmento anterior, ou em casos onde exista a necessidade de medição, do ângulo entre a córnea e a íris e a profundidade da camara anterior, da espessura corneana e yambém alterações da sua estrutura.

É importante ter ainda em consideração que algumas patologias que afetam a transparência dos meios oculares, como por exemplo a catarata ou opacidades corneanas, podem dificultar a capacidade de aquisição de imagens.

É um exame que permite mapear as várias estruturas anatómicas, incluindo a retina, sendo o único exame capaz de diferenciar em perfil as suas várias camadas. Com o avançar da tecnologia é possível obter, cada vez mais, uma imagem com maior rapidez, maior resolução, com menos artefactos e em formato 3D.

O OCT não só permite diagnosticar a patologia em questão, como também realiza o controlo e a evolução desta, visto que fará uma comparação dos exames mais recentes com os anteriormente realizados.

Por isso, este é um exame imprescindível para patologias como por exemplo a Retinopatia Diabética, o Glaucoma, a Degenerescência Macular Relacionada à Idade (DMI), Descolamento de Retina, Retinopatia Pigmentar, entre outras. Nestas patologias, onde a evolução da doença significa um acréscimo de dificuldades por parte dos pacientes, o seu controlo é fundamental para seguimento da evolução e do efeito da terapêutica.

O OCT de segmento anterior poderá ser aplicado em situações onde existam alterações da superfície ocular, distrofias corneanas ou mesmo em situações de Glaucoma de angulo estreito em pode medir o ângulo entre a iris e a córnea.

É também um exame importante na avaliação pré-cirúrgica de algumas patologias, como a catarata, situação em que  é realizado por rotina, por forma a garantir a não existência de patologia retiniana, que venha a por em causa o resultado final.

  • Marcação de consulta

    Escolha a especialidade ou o médico e faça a sua marcação online.
    Marcar
  • Contactos

    Tem dúvidas de como podemos ajudar? Entre em contacto connosco.

  • Horários

    • 2ª a 6ª feira
      09h - 20h
    • Feriados nacionais
      Encerrado
  • App CPO

    Se já é cliente CPO, faça download da nossa app para efetuar marcações.
    Android iOS