Operação às cataratas - Perguntas e Respostas 1

Operação às cataratas – Perguntas e Respostas

O que é a catarata? 

O termo catarata refere-se à opacificação da lente natural do nosso olho (o cristalino), que vai perdendo transparência. Este processo é o resultado de mudanças biológicas e bioquímicas que ocorrem nas fibras do cristalino. 

Quais são as causas da catarata?

A grande maioria das cataratas ocorrem devido a processos associados ao envelhecimento (origem senil). Algumas patologias sistémicas, como a diabetes mellitus, podem acelerar estes processos. Para além das cataratas de origem senil, podem ainda existir cataratas de origem congénita (desde o nascimento) ou de origem traumática.

A catarata pode ser evitada? 

Não, embora existam alguns estudos e tentativas de produção de fármacos que levem a um retardar do aparecimento das cataratas, ainda não está comprovado cientificamente que tenham qualquer eficácia.

Quais são os sintomas da catarata? 

O principal sintoma da catarata é a sensação de visão enevoada ou nublada que se traduz numa diminuição da visão. De acordo com a severidade e com o tipo de catarata poderão existir sintomas como encandeamento, diminuição da sensibilidade ao contraste e/ou alterações da visão cromática ou duplicação das imagens (diplopia).

Como se trata?

O único tratamento eficaz é a cirurgia. A operação às cataratas consiste na remoção da catarata e implante de uma lente intraocular. 

A operação às cataratas é dolorosa?

Não. Antes da cirurgia é administrada uma anestesia local. Em certos momentos da operação às cataratas poderá apenas sentir uma ligeira pressão por aumento da pressão ou durante a introdução da lente intraocular.

O que é a cirurgia da catarata com laser? 

Atualmente a cirurgia de catarata pode ser assistida com laser de femtosegundo. O laser, faz a abertura da cápsula de forma regular e centrada no eixo visual (muito importante para uma boa centragem sobretudo no caso de implantar uma lente multifocal) e irá dividir a catarata em pedaços mais pequenos, facilitando a remoção da mesma. Isto traduz-se numa utilização de menos energia de ultrassons tornando a recuperação mais cómoda e rápida. A utilização do laser femtosegundo reduz ainda alguns dos riscos cirúrgicos.

Posso fazer a operação às cataratas nos dois olhos no mesmo dia? 

Não é frequente a realização da cirurgia aos dois olhos no mesmo dia, nem sendo isso uma prática recomendada, devido ao risco cirúrgico. Em situações excecionais poderá ser possível.

Como posso gerir a diferença de visão entre a cirurgia do primeiro olho e do segundo? 

O ideal será agendar as duas cirurgias com um curto espaço de tempo entre si.  A diferença poderá ser incómoda e por isso, um dos métodos que pode aplicar é o de retirar a lente dos seus óculos do olho já operado, de forma a tolerar a graduação. Em outras situações, poderá ser mais confortável apenas não utilizar os seus óculos, uma vez que o olho operado já terá uma visão satisfatória.

Posso voltar a ter catarata depois da cirurgia?

Não. Por vezes, a lente implantada pode acumular vários depósitos celulares, fazendo com que a lente fique “suja”. Quando tal acontece, os sinais e sintomas presenciados são de facto semelhantes aos que tinha quando existia a catarata e, por esse motivo, poderá ser levado em erro. O tratamento para estas situações baseia-se na aplicação do Laser YAG. Este procedimento é de breve duração e indolor.

Vou precisar de óculos depois da operação às cataratas? 

A necessidade de utilização de óculos depende do tipo de lente intraocular que seja implantada. Existem várias opções de lentes, que de acordo com a sua geometria corrigem a visão para diferentes distâncias. 

As lentes premium são as que permitem que não tenha dependência dos óculos após a cirurgia.

O que são as lentes Premium?

As lentes Premium são o resultado da evolução dos biomateriais e da qualidade ótica dos mesmos. Com a evolução da cirurgia e dos métodos de cálculo da potência das lentes a implantar, as lentes Premium levam à possibilidade de tornar os doentes independentes dos óculos e das lentes de contacto.

Porquê as lentes Premium?

O facto de se conseguir independência da correção por óculos em qualquer situação da vida quotidiana, quer a nível pessoal quer profissional, é muito desejável e define na realidade a procura deste tipo de cirurgia.

As lentes Premium são também as únicas a conseguir uma correção da presbiopia graças à multifocalidade. É a única forma eficaz de o fazer.

A cirurgia Premium é mais cara?

A implantação de um lente Premium depende não só das condições dos olhos, isto é, do estado de saúde ocular, mas também de fatores económicos pois tornam a cirurgia mais dispendiosa. 

O preço da lente e as técnicas elaboradas de cálculo são responsáveis pelo valor mais elevado. A utilização preferencial do laser de femtosegundo é outro fator, mas é também muito importante, neste caso, na obtenção do resultado final desejado.

Que tipos de lentes intraoculares existem?

Após extração da catarata, é implantada uma lente intraocular, que deve ser escolhida de acordo com o perfil e necessidade de cada doente. 

Existem:

  • Lentes monofocais (que corrigem apenas a visão de longe);
  • Tóricas (que corrigem o astigmatismo); 
  • Edof (corrigem a visão de longe e intermédio); 
  • Multifocais (corrigem longe, intermedio e perto);
  • Multifocais-tóricas (corrigem longe, intermedio, perto e o astigmatismo)

Quanto tempo será necessário após a cirurgia até conseguir realizar as tarefas do dia a dia?

Normalmente poderá desempenhar as suas tarefas habituais no dia seguinte, recomenda-se, no entanto, nos primeiros dias que evite realizar esforços físicos violentos e não devem ser realizados movimentos bruscos com a cabeça. Ambientes, como piscinas, não são recomendados. Atividades que exijam uma visão muito pormenorizada, como por exemplo, a utilização do computador ou tablet, podem ser realizadas embora possam causar algum desconforto, nos primeiros dias. No final de duas semanas, poderá, geralmente, resumir a sua vida normal.

Caso precise de óculos após a cirurgia, quando é que vão ser receitados?

Após a operação às cataratas, existirão várias consultas de acompanhamento de forma a se avaliar o progresso da recuperação. Quando existir estabilidade refrativa, o seu médico estará apto a prescrever-lhe uma receita. Por norma, este período poderá levar cerca de 1 mês. Caso seja necessário serão recomendados óculos provisoriamente.

E se eu optar por não tratar a catarata?

A catarata é a principal causa de cegueira reversível. Se optar por não tratar, contrariamente à recomendação médica, a evolução da catarata poderá levar a uma perda significativa de visão e a cegueira. Para além disso, quanto mais densa for, ou seja, quanto mais tarde for operada, mais riscos existirão associados à operação às cataratas.

O meu seguro de saúde comparticipa a cirurgia?

Atualmente, a CPO – Clínica Privada de Oftalmologia dispõe de acordos com diversas entidades seguradoras como a Médis, Multicare, Advancecare, entre várias outras e visto que se a sua fizer parte da lista, poderá ter direito a uma comparticipação da operação às cataratas. 

Deixe uma resposta