Cirurgia refrativa - LASIK 1

Cirurgia refrativa – LASIK

Perguntas Frequentes

O que é o LASIK?

LASIK é um acrónimo para Laser Assisted In-situ Keratomileusis. O seu conceito tem por base a utilização de um laser de luz pulsante (Excimer) que atua na estrutura corneana, podendo corrigir qualquer erro refrativo existente, como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo.  É o tipo de cirurgia refrativa de eleição para quem pretenda deixar de utilizar óculos ou lentes de contato, de forma a se obter uma maior liberdade e independência no dia a dia.

 

Como é o processo de uma cirurgia refrativa LASIK?

Neste tipo de cirurgia são colocadas umas gotas anestésicas e é criado e levantado um pequeno retalho corneano (como se este fosse uma tampa), muito fino, denominado de flap. Atualmente, o corte do flap é feito com laser de femtosegundo, este consegue um corte mais preciso e isento de complicações. Anteriormente era realizado por processo mecânico, impreciso e por vezes com complicações graves. Por isso, hoje em dia, falamos em Femto-LASIK. Após o levantamento do flap, fazemos atuar no leito do corte o excimer laser, que vai moldar a córnea por forma a corrigir o defeito de refração, quer seja miopia ou hipermetropia ou astigmatismo. No final o flap é reposto, aderindo naturalmente à córnea. Conseguimos assim uma cirurgia indolor e com grande precisão o que pressupõe um ótimo resultado.

 

Como sei se sou candidato a uma cirurgia refrativa?

Para ser candidato a uma cirurgia refrativa, é necessário cumprir certos parâmetros, que de entre os quais, enumeramos os seguintes: 

  • No mínimo 18 anos de idade;
  • Estabilidade refrativa, ou seja, que a refração não se tenha alterado no último ano;
  • Condições anatómicas favoráveis, isto é, uma espessura corneana suficiente (varia consoante as dioptrias a corrigir) e a curvatura da córnea e irregularidades da córnea para que o laser possa ser aplicado em segurança. 
  • Ausência de patologias oculares, como por exemplo o queratocone e outras distrofias da córnea.

 

Posso operar os dois olhos no mesmo dia?

Sim! Salvo raras exceções, a cirurgia é sempre aplicada a ambos os olhos no mesmo dia.

 

Como vou conseguir manter os olhos abertos durante a cirurgia?

Durante a cirurgia refrativa é colocado um blefaróstato, que é um aparelho usado nas cirurgias para afastar as pálpebras, que não permite que feche os seus olhos.

 

A cirurgia refrativa LASIK é dolorosa?

Não! Antes da cirurgia são aplicados colírios anestesiantes, que fazem com que não sinta qualquer dor. É normal que exista uma sensação de pressão ao tocarmos no seu olho, em algumas fases do processo cirúrgico.

 

Vou ficar a ver bem logo a seguir à cirurgia?

Nas primeiras horas após a cirurgia refrativa, a sua visão poderá não ser totalmente nítida (mas melhor do que via anteriormente sem os seus óculos), e é comum que esteja nublada e ligeiramente desfocada, mas, no entanto, é esperado que no dia seguinte exista uma evolução positiva, onde, provavelmente, a sua visão já será bastante satisfatória e próxima dos 100%.

 

A recuperação da cirurgia refrativa é dolorosa?

A recuperação da cirurgia LASIK não é dolorosa. Nos primeiros dias, podemos ter a sensação de olho seco e alguma sensibilidade à luz, o que causará algum desconforto no entanto este sintoma é aliviado com a colocação de gotas hidratantes.

 

Quanto tempo depois da cirurgia posso voltar a realizar as minhas atividades de dia-a-dia?

Após a cirurgia LASIK, é normal a sensação de corpo estranho, visão turva ou desfocada. No entanto, na vasta maioria dos casos, no dia seguinte os pacientes já recuperam a visão para retomar o dia-a-dia. Porém, é recomendado que evite trabalhar nos primeiros 2 dias, para que possa recuperar totalmente, e que não faça desportos de grande impacto físico nas 2 primeiras semanas. Ambientes húmidos como piscinas, ou muito secos como num avião ou salas com ar condicionado, devem ser evitados no primeiro mês.

Na primeira semana, é possível que atividades de maior esforço visual causem algum desconforto, como o computador, tablet e telemóvel.

 

Posso conduzir depois da cirurgia ? 

No dia da cirurgia, não é aconselhado que conduza.

Depois disso, poderá fazê-lo a partir do momento em que a sua visão esteja suficientemente nítida, de forma a promover uma condução segura e confortável. O uso de óculos de sol não graduados, poderá ser uma mais valia. 

 

A minha visão pode regredir depois de fazer LASIK? 

Na maioria dos casos, não existe regressão significativa da visão. No entanto, a cirurgia LASIK apenas corrige a sua graduação atual, sendo que se esta se alterar nos anos seguintes, poderá sentir alterações na sua visão. Para evitar esta regressão, é recomendado que a cirurgia seja realizada numa fase da vida em que a refração esteja estável. 

 

Estou satisfeito com as minhas LC, porque devo fazer cirurgia LASIK?

A cirurgia LASIK garante uma independência dos óculos e lentes de contacto, sendo uma solução mais prática, duradoura e não limitante às suas tarefas de dia-a-dia. A utilização de lentes de contacto está condicionada pelo número de horas diárias e a sua utilização a longo prazo poderá provocar alterações na superfície corneana. A nível financeiro também existirão vantagens na realização de cirurgia uma vez que o custo acumulativo associado à utilização de óculos e lentes de contacto é superior.

 

Vou precisar de óculos para perto depois de fazer o LASIK?

A longo prazo, poderá necessitar de óculos para perto devido ao aparecimento da presbiopia (dificuldade fisiológica na focagem de perto). O LASIK tradicional corrige apenas as ametropias prévias ao aparecimento da presbiopia (miopia, hipermetropia e astigmatismo). Assim, a partir dos 40 anos, é normal que surjam as primeiras alterações na visão para perto que podem ser corrigidas com uns óculos auxiliares apenas para essa distância.

 

Qual é o preço do LASIK?

O valor da cirurgia varia consoante a técnica de cirurgia aplicada, se o paciente possui ou não seguro de saúde e se a este lhe permite englobar esta despesa na cobertura do seguro. 

 É sempre recomendado fazer primeiro a consulta e exames de avaliação para aferir o valor da cirurgia. Dependendo da técnica proposta, o valor da cirurgia será apresentado.

Em qualquer dos casos existirá sempre um enorme benefício financeiro face à aquisição de armações e lentes ao longo do decurso da vida.

 

Tenho seguro de saúde privado, posso obter comparticipação?

Sim! Dependendo do seu seguro de saúde, poderá obter a comparticipação do valor total da cirurgia ou o acesso a um valor mais reduzido.

 

Existe alguma alternativa ao LASIK ?

Sim! Para pessoas que pelos parâmetros descritos acima não tenham as condições necessárias para realizar cirurgia refrativa LASIK, existem outra opções. As alternativas mais comuns são o PRK ou a colocação de lentes intraoculares fáquicas

As lentes intraoculares são uma excelente solução para casos de refração mais elevada (a partir das 8 dioptrias) ou para casos em que a espessura de córnea não seja suficiente para corrigir o valor de refração com segurança.

 

O que são as lentes intraoculares fáquicas?

Uma lente fáquica, é uma lente intraocular (LIO) que se acrescenta ao nosso sistema visual sem que seja necessário retirar o cristalino. As lentes são colocadas na câmara posterior do olho (isto é atrás das íris) à frente do cristalino.

Deixe uma resposta